Os discursos da abertura dos trabalhos destacaram a importância da integração entre o ensino, os serviços de saúde e a comunidade, bem como da Segurança Alimentar e Nutricional (SAN) e da ética na formação profissional. Em seguida, a doutora em Educação, Maria Isabel da Cunha, apresentou as bases e desafios para a construção do conhecimento, na conferência magna. Os participantes promoveram um rico debate sobre a temática.
Os participantes discutiram o contexto atual da formação em saúde; as diretrizes curriculares nacionais para o curso de graduação em Nutrição e a formação do ponto de vista dos estudantes. À tarde, todos estes temas foram discutidos em grupos de trabalho.
O II Encontro Nacional de Formação Profissional também contou com a participação de representantes da Associação Brasileira de Nutrição (Asbran), Ana Maria Rezende; da Federal Nacional de Nutricionistas (FNN), Fátima Fuhro; da Federação Intersindical de Nutricionistas dos Estados de São Paulo, Bahia, Pernambuco, Alagoas, Pará e Mato Grosso do Sul (Febran), representada pela presidente do Sindicato dos Nutricionistas do Pará, Darlene Ramos; da Associação Brasileira de Educação em Nutrição (Abenut), Maísa Beltrame e de membros da Executiva Nacional dos Estudantes.
Fonte CFN - Conselho Federal de Nutricionistas. Disponível em: http://www.cfn.org.br/index.php/cursos-de-nutricao-sao-discutidos-em-brasilia/