quarta-feira, 17 de junho de 2015

Doces x Açúcar


No mundo todo, o consumo de açúcar triplicou nos últimos 50 anos. Inclusive, ele pode ser o responsável pelas altas taxas de obesidade e doenças relacionadas a essa patologia – e talvez não somente as gorduras. Basta olhar as últimas pesquisas brasileiras: mais de 50% da população adulta está obesa ou com excesso de peso.

Os perigos do alto consumo de açúcar

O problema em comer muito açúcar não está relacionado somente ao aumento de peso. Pessoas com diabetes tipo 2 ou hipertensão arterial já sofrem uma agressão diária nas artérias e vasos por conta de suas patologias, e o açúcar em excesso entra como mais um agravante. O açúcar refinado foi diversas vezes processado, até chegar à sua cor branquinha, sabor diferenciado e com 90% menos nutrientes do que o original, o açúcar mascavo. Sendo assim, vai oferecer apenas calorias a mais, sem acrescentar nutricionalmente.
Muitas vezes o consumo excessivo de doces pode estar escondendo um problema mais comum do que imaginamos: a compulsão alimentar. O apelo social é um fator considerável para os viciados em açúcar. Festas e café da tarde com os amigos são momentos típicos para comer doces e, claro, muito prazerosos. E ainda, mulheres sofrem mais com esse “vício”, pois elas são frequentemente afetadas pela variação hormonal.
Parar de comer doces subitamente não é uma das melhores saídas. Essa estratégia pode funcionar por alguns dias e falhar depois, fazendo com que o consumo volte até maior, devido ao período de abstinência. Sim, o hábito de comer açúcar pode se tornar um vício e, como tal, se o corpo perceber que não está chegando a substância que ele “precisa”, dará sinais da falta. Mas uma regra pode ser seguida sem problemas: eliminar refrigerantes da dieta. Uma latinha por dia pode significar 1 quilo de açúcar ao final do mês. Número impressionante! Assim como refrigerantes, sucos de caixinha, principalmente os néctares, devem ser evitados.

Alterações metabólicas devido ao consumo de açúcar

A enorme vontade de comer doces pode estar associada com diversos processos metabólicos e a queda de uma substância chamada serotonina é um deles. É importante entender que a vontade de comer doces não deve ser relacionada com a fome, uma vez que seu corpo não está pedindo por energia e, sim, por algo que libere dopamina no sistema de recompensa do cérebro.
O cromo e as vitaminas B1, B2 e B3 são essenciais para o metabolismo da glicose. Assim, se elas não são consumidas adequadamente pode desencadear processos compulsivos por alimentos ricos em glicose, como os doces.

Como substituir alimentos com açúcar por alimentos saudáveis?

  1. Banana amassada ao forno com canela

  1. Melão em pedaços com castanhas

  1. Morango, melancia e mamão

  1. Chocolates 70% cacau

  1. Iogurte com granola

Algumas outras dicas não são alimentares, mas servem bem para quem tem dificuldade em desapegar do doce. Dormir bem, praticar atividade física ou qualquer outra atividade que lhe dê prazer são fundamentais para regular o metabolismo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário