terça-feira, 19 de maio de 2015

Procon-RJ interdita câmara frigorífica com insetos, mofo e sujeira em supermercado de Niterói


Atendendo a ofícios do Ministério Público, os fiscais do Procon Estadual, ligado à Secretaria de Estado de Proteção e Defesa do Consumidor, vistoriaram, nesta sexta-feira (15/05) 11 estabelecimentos - entre supermercados, postos de gasolina, bancos, restaurantes, lanchonetes e distribuidoras de gás veicular - no Rio, Niterói São Gonçalo, Maricá e em Guapimirim. Oito lojas foram autuadas. Numa delas, uma filial do Multi Market em Niterói, a câmara frigorífica foi interditada. Ela apresentava insetos, ferrugem, mofo e sujeira.

Foram descartados 132kg de alimentos fora da validade ou sem especificação sobre o seu vencimento. No Prezunic do Recreio dos Bandeirantes, havia 57kg e 986g de carne previamente moída. O produto deve ser moído apenas no momento do pedido do cliente e na presença deste, conforme determina a Lei Estadual 6.538/1983.

O posto Renaza, em Guapimirim, estava sem o certificado do Corpo de Bombeiros, que deverá ser apresentado em 48 horas. Caso isto não ocorra o posto será interditado. O estabelecimento também terá que mostrar, dentro de 15 dias, as notas de compra de combustível do último mês.

Não foram encontradas irregularidades na Disrtibuidora de Gás Veicular Guapimirim, no Carrefour de Neves, São Gonçalo, e no Queijão da Rodovia Amaral Peixoto, em Inoã, Maricá.

Balanço das ações desta sexta-feira:

1 - Supermarket (Avenida Dedo de Deus, s/nº, Centro, Guapimirim): 2kg e 400g de mortadela vencida, encontrada na área de vendas; produtos vencidos encontrados na câmara frigorífica: 11kg e 235g de salsicha (o fabricante informa que o produto temvalidade de três dias após aberto e o mercado estava dando 30 dias); 3kg e 602g de miúdo de frango, 1kg e 800g de cereja, 2kg e 600g de cocada morena, 1kg e 900g de doce de leite, 4kg e 700g de doce de mamão, 4kg e 500g de doce de chocolate e 2kg e 300g de carne moída sem espeficicação na câmara frigorífica; salgados expostos e com manipulação direta do consumidor; piso da câmara congelada não era íntegro e lavável, foi dado um prazo de 30 dias para conserto, sob pena de interdição; ausência do certificado do Corpo de Bombeiros, foi dado prazo de 48 horas para a apresentação do mesmo; Livro de Reclamações não autenticado; ausência do alvará definitivo, foi dado prazo de 15 dias para regularização e apresentação do documento.

2 - Multi Market (Rodovia Amaral Peixoto, km 15, Inoã, Maricá): 1kg e 700g de champignon, 1kg e 700g de cebolinha, 4kg e 500g de doce de leite 3kg de tremoços e 5kg de misutra vencidos; 300g de salsicha, 1kg e 500g de presunto de frango e 600g de mortadela sem especificação da validade; Livro de Reclamações não autenticado.

3 - Posto Renaza (Rua João Wright, 245, loter 12, Centro, Guapimirim): Ausência de preços em óleos e bebidas expostas à venda; ausência do certificado do Corpo de Bombeiros (foi dado prazo de 48 horas para apresentar); ausência do Código de Defesa do Consumidor, do Livro de Reclamações, do cartas do 151 e do certificado de autorização do Ipem; foi dado prazo de 15 dias para a apresentação das notas de compra de combustível do último mês.

4 - Bradesco (Estrada Raul Veiga, 450, São Gonçalo): Horário informado na senha emitida pelo sistema não condizia com a hora certa.

5 - Multi Market (Rua Gavião Peixoto, 34, Icaraí, Niterói): 3kg e 500g de farofa doce e 700g de lombo canadense vencidos; 300g de lombo sem especificação da validade; câmara frigorífica interditada até que sejam solucionadas as irregularidades (insetos, ferrugem, mofo e sujeira). Dado prazo de sete dias para a melhoria das condições de higiena da área de estocagem.

6 - Prezunic (Avenida das Américas, 16.100, Recreio): 57kg e 986g de carne previamente moída armazenada em estantre na câmara de resfriamento.

7 - Steak House (Rua Gavião Peixoto, 176, Icaraí, Niterói): Foi dado prazo de 15 dias para apresentar o certificado do Corpo de Bombeiros e o certificado de potabilidade da água. Foi determinado um reforço na dedetização. Batatas ficavam de molho num balde sem tampa e foi determinada a inutilização do alimento e a mudança na forma de preparo. Havia um extintor vazio. Foi determinada a malhoria da limpeza da cozinha e do baer num prazo de 15 dias, sob pena de interdição. 4kg de molho a campanha, 2kg de frango empanado e 3kg de maionese sem especificação da validade; 7kg e 200g de muçarela (8 sacos de 900g cada) vencidos.

8 - Frutalha (Rua Doutor Paulo Alvez, 72, loja 101, Ingá, Niterói): Ausência do Livro de Reclamações.

Fonte: Procon-RJ. Disponível em: http://www.portaldoconsumidor.gov.br/noticia.asp?busca=sim&id=28187

Nenhum comentário:

Postar um comentário