quinta-feira, 23 de abril de 2015

Anvisa proíbe venda de um lote de azeite de oliva extra virgem Olivenza




Após dois laudos de laboratórios diferentes identificarem problemas na qualidade e possibilidade de adulteração no alimento, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) proibiu a distribuição e venda do lote 13F19 do produto Azeite de Oliva Extra Virgem da marcar Olivenza.
Segundo a reguladora, dois laudos indicaram que o produto pode ter sofrido adulterações. Um desses documentos foi emitido pela Fundação Ezequiel Dias (Funed). O outro, pelo Instituto Adolfo Lutz (IAL). A empresa não interpôs recurso ou requereu perícia de contraprova. As amostras foram colhidas durante fiscalização da Anvisa.
De acordo com a Funed, o produto apresentou resultado insatisfatório em um ensaio, que revelou problemas na qualidade. Já o laudo emitido pelo IAL indica que o azeite possuía substâncias não características ao óleo padrão.
A medida da Anvisa está na Resolução 1241, publicada na última segunda-feira no Diário Oficial da União (DOU).
Procurada para comentar o assunto, a Olivenza ainda não se manifestou.

Fonte: Portal do Consumidor. Disponível em: http://www.portaldoconsumidor.gov.br/noticia.asp?busca=sim&id=28029

Nenhum comentário:

Postar um comentário