quarta-feira, 11 de março de 2015

Para jovens, consumo de alimentos salgados e de refrigerantes piora qualidade do sono


Dado é de estudo que avaliou percepções de qualidade e duração de sono entre estudantes. Maior consumo de salgados está associado à má qualidade do sono entre jovens. Este é um dos resultados de estudo da Universidade Federal de Santa Catarina que verificou associações entre variáveis comportamentais e percepções de qualidade e duração de sono entre estudantes de ensino médio de 20 escolas públicas de Recife e Florianópolis. Os resultados revelam que quase cinco em cada dez jovens relatam má qualidade do sono e, quase oito em cada dez, duração insuficiente. Segundo o estudo, a menor prática de atividade física e o maior consumo de salgados estiveram associados à qualidade negativa do sono. Ainda, o tempo excessivo de televisão e de consumo de refrigerantes está associado à duração insuficiente do sono. “O consumo excessivo de salgados e de refrigerantes esteve diretamente associado à percepção negativa da qualidade do sono e duração insuficiente, respectivamente. Ou seja, aqueles que reportaram um sono inadequado e que dormem pouco foram mais propensos a consumir alimentos calóricos derivados de gordura, açúcares e carboidratos refinados, como confirmado previamente”, explica o trabalho intitulado “Comportamentos associados ao sono em estudantes do ensino médio: análises transversal e prospectiva”. De acordo com a pesquisa, diversos estudos transversais têm demonstrado que a percepção negativa da qualidade e duração insuficiente de sono está associada às variáveis psicológicas, como elevados níveis de estresse e dificuldade em lidar com outras pessoas, “bem como a sintomas de tristeza, falta de esperança e tendência a suicídios. Por outro lado, aqueles que possuem um efetivo controle do estresse e valorizam a vida apresentam maiores chances de relatar um sono adequado”, completa o estudo publicado na Revista Brasileira de Cineantropometria & Desempenho Humano 

Fonte: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1980-00372014000800068&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt. Agência Notisa (science journalism – jornalismo científico)

Nenhum comentário:

Postar um comentário