quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

Projeto aprovado na Câmara obriga restaurantes a informar presença de glúten em alimentos



Restaurantes, bares, lanchonetes e confeitarias de Porto Alegre poderão ser obrigados a informar aos consumidores se os alimentos que comercializam contêm ou não glúten.

Se um projeto de lei aprovado por unanimidade na Câmara de Vereadores nesta segunda-feira for acatado pelo Executivo, os estabelecimentos terão de fornecer a informação em tabelas fixadas na entrada do local, em cardápios ou materiais impressos, site e por meio de identificação individual no local de exposição dos alimentos.

De acordo com o autor do projeto, vereador Thiago Duarte, o objetivo é fazer com que celíacos (pessoas que têm intolerância ao glúten) possam comer de forma segura e não precisem mais "enfrentar uma loteria na hora de escolher o que vão comer".

— Esse projeto tem como objetivo tornar pública uma informação que deveria estar sempre pública. A doença celíaca atinge um grande contingente, porque cada vez se tem mais diagnósticos — afirma o vereador.

Para a blogueira Gilda Moreira, 51 anos, celíaca e criadora da página Cozinhando Sem Glúten no Facebook, a transformação do projeto em lei seria um "primeiro e importantíssimo passo", mas não o único.

— Não adianta apenas informar que não há glúten no alimento. É importante também que os restaurantes passem a cuidar para que não haja contaminação cruzada (que os alimentos sem glúten tenham contato com aqueles que têm), porque senão fica tudo na mesma — alerta Gilda, que também é associada à Associação de Celíacos do Brasil - Rio Grande do Sul (Acelbra-RS).

Fonte:  Zero Hora

Nenhum comentário:

Postar um comentário