quarta-feira, 19 de novembro de 2014

Avanços na área da biotecnologia permitirão produzirmos aveia de maior qualidade nutricional

 

Cereal é conhecido por ter diversos efeitos benéficos à saúde. A aveia é um grão de cereal usado como alimento para humanos e animais que apresenta alto valor nutricional. Segundo estudo publicado no British Journal of Nutrition, mesmo sendo desvalorizado em comparação com o trigo, arroz e cevada, a aveia tem uma composição única que inclui muitos dos nutrientes necessários para a saúde e para a redução do risco de doença degenerativa. “Além disso, a aveia é um grão inteiro e alguns dos seus produtos associados também contém ß-glucanas, um polissacárido complexo que tem um efeito conhecido na saúde em reduzir os níveis de colesterol no sangue e o risco de incidência de doença cardíaca coronária, se consumido no mínimo 3 gramas por dia”, diz o artigo. Segundo o estudo, intitulado “Oat agriculture, cultivation and breeding targets: implications for human nutrition and health”, a aveia apresenta crescimento ótimo em regiões de temperatura moderada e com muita luz. Além disso, plantações de aveia podem tolerar dias chuvosos e solos ácidos de forma mais eficaz do que outros cereais, como o trigo. A pesquisa explica que a grande diversidade de nutrientes e componentes benéficos para a saúde encontrados na aveia podem ser ampliados com diversas práticas agronômicas. E também que os avanços na área da biotecnologia permitirão produzirmos aveias nutricionalmente melhores, contendo uma maior proporção de componentes benéficos para a saúde, além de mais adaptadas a variações climáticas. “Os avanços desenvolvidos na genética de plantas, observados em cereais como trigo, arroz e cevada, nos permite dizer que o desenvolvimento e a exploração da aveia devem passar uma aceleração na próxima década. Esses avanços incluem abordagens, tais como a sequenciação do genoma, genotipagem por sequenciamento, abordagens analíticas do seqüenciamento do RNA, transcriptoma e metabolômica”, afirmam os autores no artigo.

Fonte: http://journals.cambridge.org/action/displayAbstract?fromPage=online&aid=9362092&fulltextType=RA&fileId=S0007114514002736. Agência Notisa (science journalism – jornalismo científico). Disponível em: http://www.nutricaoempauta.com.br/lista_artigo.php?cod=2533
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário