terça-feira, 2 de setembro de 2014

Britânica cria rótulo que 'avisa' quando alimento estraga



Etiquetas são feitas com substância bio-reativas e se degradam na mesma velocidade que o produto. 

RIO - A estudante de design britânica Solveiga Pakstaite desenvolveu uma etiqueta para embalagens de alimentos que ‘avisa’ quando o produto está estragado ou passou da validade. As etiquetas são feitas com substância bio-reativa e desaparecem com o passar do tempo. O rótulo copia o processo pelo qual o alimento está passando e, por isso, seria muito mais preciso do que a data de validade impressa. Chamadas de “Bump Marks”, são feitas de gelatina, que se degradam na mesma velocidade que a carne ou outro alimentos.

“A gelatina é uma proteína, de modo que se deteriora igualmente a alimentos à base de proteínas. A etiqueta simplesmente copia o que a comida no pacote fará, e as informações de validade serão muito mais precisas do que a data impressa”, contou a estudante na página na internet criada para divulgar a invenção.

O principal objetivo de Solveiga é criar uma solução que ajude deficientes visuais a perceber quando o alimento deve ser descartado, sem que corram o risco de ter de prová-lo para isso.

“Eu queria criar um rótulo que mudaria a textura ao longo do tempo, e a maneira mais lógica que eu poderia pensar em fazer isso era usando uma substância biológica para modelar o processo de decomposição dos alimentos. O projeto da etiqueta passou por mais de 20 mudanças. Em cada uma delas foram testadas a percepção do usuário e o desempenho técnico, que são igualmente importantes”, explicou.

Apesar da relevância de sua criação, as etiquetas ainda não são usadas no mercado. Por enquanto, Solveiga ainda está procurando parceiros para levar seu conceito de design adiante.

“Atualmente, estou buscando vender esse produto e já começaram as conversas com os varejistas e empresas de desenvolvimento de tecnologia, bem como para ter uma patente para o design”, contou a estudante.

Fonte: IDEC

Nenhum comentário:

Postar um comentário