sexta-feira, 19 de setembro de 2014

Anvisa interdita extrato de tomate com pelo de rato e vidros

Foto: Reprodução site.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária mandou interditar lotes de extrato de tomate da marca Knorr Elefante. Laudo apontou fragmentos de vidro e de pelo de roedor “acima do limite de tolerância”, além de problemas no rótulo.
Lote: L6 com validade de 21 de maio de 2015.
É fabricado pela Cargill, na unidade de Goiânia, em Goiás. A medida já entra em vigor hoje, com a publicação feita no Diário Oficial da União. É cautelar e, portanto, vale por 90 dias.
Quando autoridades de saúde determinam a interdição, a fabricante tem a obrigação de recolher o que já foi enviado para o mercado.
Tolerância
Resolução da Anvisa define limites de tolerância para matérias estranhas em alimentos e bebidas. Para fragmentos de pelos de roedores em derivados de tomate, é tolerado 1g em 100g.
Fonte: Disponível em: http://wp.clicrbs.com.br/acertodecontas/2014/09/19/anvisa-interdita-extrato-de-tomate-com-pelo-de-rato-e-vidro/?topo=52,1,1,,171,e171

Nenhum comentário:

Postar um comentário