terça-feira, 1 de julho de 2014

Brasil está em Quinto lugar entre os Países mais Obesos



1) Qual é o atual panorama mundial da obesidade?
O Global Burden Of Disease divulgou o resultado de uma pesquisa sobre a obesidade e relevou que existem mais de 2 bilhões de obesos em todo o planeta.O Brasil ocupa o quinto lugar no ranking. Os Estados Unidos lideram seguidos por China, Índia, Rússia.Um dado que preocupa é o aumento da obesidade em entre crianças e adolescentes. Segundo a pesquisa, em todo o mundo, 3 milhões e 400 mil pessoas morrem por complicações causadas pelo excesso de peso.

2) O que está contribuindo para o aumento desses números?
Ainda segundo os pesquisadores, o estilo de vida moderno contribui para o aumento desses números. Nos países desenvolvidos os homens lideram os grupos dos obesos, já nos países em desenvolvimento como o Brasil, as mulheres estão mais obesas.

3) Como pode ser revertida esta situação?
Essa pesquisa reforça o que eu sempre digo aos meus pacientes: Perder peso não é tarefa fácil. Não importa se a pessoa quer perder 5, 10, 15, 30 quilos. Para alcançar a meta será necessário mudar os hábitos, tanto alimentares, quanto a prática de exercícios físicos. Essa mudança não é fácil. A pessoa pode consultar quantos nutricionistas esportivos desejar, se ela não estiver disposta a mudar os seus hábitos, os resultados serão nulos. Quando falo em mudança de hábitos estou falando em mudar a alimentação, escolher uma dieta balanceada, baseada em proteínas magras, carboidratos integrais, cereais, legumes, verduras. Mas, só a alimentação basta? A resposta é: ela é fundamental, mas nem sempre garante a velocidade para o paciente se manter motivado com as suas mudanças. A dieta balanceada é um primeiro passo importante, mas precisa estar aliada a prática regular de exercícios físicos, que incluí no mínimo: exercícios aeróbicos (corrida, bike, natação) e a musculação, por pelo menos 1 hora por dia, no mínimo 3 vezes por semana, já é um bom começo.



Fonte/Autor
 
Prof. Dr. Ricardo Zanuto
 
Doutor e Mestre em Fisiologia e Biofísica pelo Instituto de Ciências Biomédicas da USP (ICB-USP). Especialista em Fisiologia do Exercício, Fitoterapia e Atividades Aquáticas. Nutricionista do Esporte e Clínico. Profissional de Educação Física. Autor de livros acadêmicos e artigos nacionais e internacionais.A tão temida "barriga flácida" é um problema muito comum tanto em homens quanto em mulheres, sendo resultado muitas vezes de um estilo de vida sedentário, associado à má alimentação, que leva ao acúmulo de gordura na região abdominal.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário