segunda-feira, 7 de abril de 2014

07 de Abril - Dia Mundial da Saúde





O dia mundial da saúde foi criado em 1948, pela Organização Mundial de Saúde (OMS), através da preocupação de seus integrantes em manter o bom estado de saúde das pessoas do mundo, bem como alertar sobre os principais problemas que podem atingir a população.
As doenças transmitidas por vetores (organismos que transportam vírus, parasitas e bactérias) são tema de reflexão neste 7 de abril, Dia Mundial da Saúde. A data destaca este ano a ameaça à saúde por mosquitos, moscas, carrapatos e insetos, seja em casa ou em viagens.

No Brasil, entre tantos vetores, há uma preocupação grande em relação à dengue, sobretudo porque os índices são alarmantes no mundo todo: 40% da população mundial está em risco de dengue. A incidência de dengue tem crescido dramaticamente em todo o mundo nas últimas décadas. Mais de 2,5 bilhões de pessoas - mais de 40% da população do mundo - estão agora em risco de dengue. A OMS estima que atualmente podem haver 50-100 milhões de infecções por dengue em todo o mundo a cada ano.

As doenças de transmissão vetorial são responsáveis por uma alta carga de morbilidade e mortalidade especialmente nos países mais pobres, causando ausência escolar, aumento da pobreza, diminuição na produtividade econômica e sistemas de saúde sobrecarregados com procedimentos de alto custo. A prevenção é a melhor arma para reduzir os casos.

Nutrição no dia Mundial da Saúde

Se a prevenção é o melhor caminho para uma vida saudável, a Nutrição tem uma parcela significativa para o bom equilíbrio do nosso corpo, pois uma alimentação adequada previne muitas doenças.

Passos saudáveis para Alimentação e Nutrição:
I. DIVIDIR O QUE COMER NO DIA EM REFEIÇÕES - comer de 3 em 3 horas são hábitos que ajudam a controlar os  níveis do colesterol e triglicérides, importantes para a saúde.  O metabolismo é o responsável pelas reações químicas, que ocorrem dentro do corpo humano, incluindo a absorção de nutrientes e para mantê-lo ativo e trabalhando em harmonia,  devemos  ter uma ingestão de alimentos regular. DICA – Alimente-se a cada 3 horas, enquanto em atividade no dia, em lanches intermediários  consuma uma fruta fresca, ou uma porção de frutas secas, ou uma porção de castanhas, ou uma barra de cereal, ou uma porção de iogurte.

II. COMER COM REGULARIDADE E COM ATENÇÃO - refeições regulares consumidas com atenção e sem pressa favorecem a digestão dos alimentos e também evitam que se coma mais do que o necessário. DICA: Mastigar bem e devagar, pois quanto maior a concentração no ato de comer se usufruí melhor e com prazer, os sabores e texturas dos alimentos e suas preparações.  Optar por um prato de salada ou de sopa de legumes e verduras antes de uma refeição principal é uma maneira de disciplinar organismo ao tempo necessário para que os alimentos sejam bem aproveitados.

III. PREFERIR ALIMENTOS INTEGRAIS NAS REFEIÇÕES - eles contêm as quantidades de nutrientes naturais, sem exclusão por processos industriais, não contém aditivos, artificiais em alimentos vegetais, estão preservadas de fibras, contribuem na saciedade por mais tempo. DICA: Trocar o pão francês por pão de farinha integral.

IV. ESCOLHER ALIMENTOS SAUDÁVEIS - incluir legumes, frutas e verduras na rotina alimentar! Além de serem alimentos ricos em vitaminas, minerais, antioxidantes, ajudam no funcionamento dos intestinos, previnem doenças e ainda auxiliam no controle de peso corporal, pois são pouco calóricos. DICA: Ter sempre disponível, uma porção de fruta fresca ou seca, que são ótimos alimentos para os intervalos de refeições principais.

V. EVITAR OS DOCES E AÇÚCARES - eles não são necessários na rotina de alimentação diária, e devem ser consumidos controladamente, em pouca quantidade. DICA: Escolher 1 dia da semana (SOMENTE 1 DIA)  para comer o seu doce favorito, isso pode ajudar a manter uma alimentação regrada o resto da semana, aproveitando melhor o alimento desejado.

VI. EVITAR FRITURAS - Os alimentos fritos além de serem altamente calóricos, favorecem o acúmulo de gordura abdominal e também possuem quantidade excessiva de gordura saturada, o que contribui para o aumento do colesterol LDL, que após algum tempo pode acarretar problemas cardíacos.  DICA: No seu dia-a-dia procure consumir carnes magras, de preferência grelhadas, cozidas ou assadas. Deixe para ingerir alimentos fritos apenas em ocasiões especiais, e não sucessivas.

VII. DIMINUIR A INGESTÃO DE SAL NAS REFEIÇÕES - o consumo de sal recomendado pela OMS é até 5g, pois acima dessa quantidade aumenta o risco de hipertensão arterial sistêmica, doenças do coração e rins. DICA: Se você faz pelo menos uma de suas refeições fora de casa, procure evitar acrescentar mais sal, além do utilizado na preparação.  Para as refeições feitas em sua casa, utilizar temperos como cheiro verde, alho, cebola, orégano, para intensificar o sabor dos alimentos sem precisar acrescentar sal. E ao comer alimentos com rótulo escolha aqueles com menor quantidade de sódio.

VIII. BEBER ÁGUA, ENTRE AS REFEIÇÕES - em torno de 2 litros (6 a 8 copos) por dia. A água regula as funções do organismo, hidrata a pele e cabelos, evita cálculos renais, controla a saciedade, entre outros benefícios. DICA - Ter sempre por perto água potável, criar hábito como deixar na mesa do trabalho, um recipiente a ser completado ao longo do dia, conforme beber.

IX. COMER EM COMPANHIA - Sempre que possível, fazer refeições em companhia de familiares, amigos ou colegas de trabalho ou escola. Compartilhar com outra pessoa o prazer que se sente na hora da refeição, em ambiente calmo pode fazer com que este prazer dobre. DICA: Convidar essas pessoas para realizar uma refeição do dia, cozinhar junto com os filhos, pais, esposo (a), familiares para que isso torne o ambiente agradável.

X. DIZER NÃO AO SEDENTARISMO - Exercitar-se faz bem não apenas para a sua saúde, mas também é um ótimo auxilio para relaxar, diminuir a ansiedade e o estresse do seu dia-a-dia. DICA: Durante a rotina diária, fazer pausas para realizar alongamentos, prática que pode prevenir lesões por ampliar os movimentos e relaxar a musculatura. Tentar reservar pelo menos 30 minutos do seu dia para realizar atividade física, procurar alguma atividade que atraia o seu interesse, começar com calma. Lembrar que o mais importante é encaixá-la em sua rotina!
Fonte: ASBRAN

Nenhum comentário:

Postar um comentário