segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

Obesidade


 
A qualidade da alimentação, assim como a quantidade de alimento ingerido está diretamente relacionada à obesidade, independente de faixa etária, sexo e situação socioeconômica. Em estudo recente foram avaliados os aspectos socioeconômicos, a composição corporal, o risco de complicações metabólicas associadas à obesidade, hábitos alimentares e estilo de vida em mulheres e homens adultos e idosos, com índice de massa corporal superior a 40. De acordo com os resultados, 79% ( n = 32) eram do sexo feminino , 5 % (n = 2 ) fumantes , 39% (n = 16 ) usam álcool e apenas 24% ( n = 10) praticantes de exercício físico. A ingestão de pães foi superior, seguido de arroz. A ingestão diária de frutas e verduras apresentou-se baixa. Foi observada uma correlação positiva entre o consumo de açúcar e de IMC e circunferência abdominal (CA). Outro estudo foi desenvolvido com o objetivo de analisar a qualidade da dieta e identificar fatores associados em 195 adultos, de 20 a 50 anos, residentes na área urbana de Cuiabá, Mato Grosso, Brasil. De acordo com os resultados, a média do Índice de Qualidade da Dieta Revisado foi de 75,2 pontos (IC95%: 74,2-76,1), com diferença estatisticamente significativa entre os sexos (p=0,03). As mulheres obtiveram melhor pontuação para frutas inteiras e sódio (p<0,01), enquanto os homens obtiveram maiores escores para óleos, oleaginosas e gordura de peixe (p=0,02). Indivíduos com idade igual ou superior a 30 anos obtiveram maior pontuação para o Índice de Qualidade da Dieta Revisado total, fruta inteira, gordura saturada e calorias provenientes de gordura sólida, álcool e açúcar de adição (p<0,01), sendo portanto considerados os fatores que se mostraram associados ao Índice de Qualidade da Dieta Revisado elevado a idade, o sexo e a escolaridade do chefe da família. Os dados dos estudos evidenciam que a obesidade e qualidade da alimentação independe das variáveis estudadas, sendo portanto necessária intervenção em diversos grupos populacionais, adaptado de acordo com as necessidades e compreensão, para deste modo abranger maior quantidade de pessoas, com informações necessárias para melhora da qualidade da alimentação e assim prevenção da obesidade.


Fontes: Penatti, M. I. B; Lira, F. S; Katashima, C. K; et al. Sugar intake is correlated with adiposity and obesity indicators and sedentary lifestyle in Brazilian individuals with morbid obesity. Nutr Hosp; 27(5): 1547-1533, sept.-oct. 2012. Qualidade da dieta de uma amostra de adultos de Cuiabá (MT): associação com fatores sociodemográficos. Loureiro, Anarlete da Silva; Silva, Regina Maria Veras Gonçalves da; Rodrigues, Paulo Rogério Melo; et al. Rev. nutr; 26(4): 431-441, July-Aug. 2013. Saúde Pública - 13/dez/2013
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário