terça-feira, 10 de dezembro de 2013

Até fim da década, venda de água engarrafada deve ultrapassar a de refrigerantes nos EUA


Poucas bebidas são encontradas em mais lugares ao redor do mundo que a Coca-Cola. Mas a água engarrafada hoje está desafiando seu predomínio. Até o final desta década, ou antes, as vendas de água engarrafada nos Estados Unidos deverão ultrapassar as dos refrigerantes carbonatados, segundo Michael C. Bellas, da Beverage Marketing Corporation.

Preocupações sobre obesidade e doenças relacionadas

“Nunca vi nada parecido”, disse Bellas, que observa a ascensão da água no setor desde a década de 1980. As vendas de água em garrafas plásticas padrão de peso leve cresceram a um ritmo de mais de 20% por trimestre de 1993 a 2005, disse ele. O crescimento se estabilizou por volta de 8 a 9%.Essa mudança apresentou um duplo desafio para a Coca-Cola Company e sua rival PepsiCo nos últimos anos. As duas empresas vendem linhas de água engarrafada -Dasani da Coca e Aquafina da Pepsi-, mas tiveram dificuldade para estabelecer o predomínio no negócio mais rentável das chamadas “águas realçadas” -que inclui águas carbonatadas (com gás) e com sabor e aquelas com adição de vitaminas e sais minerais- onde uma horda de novas empresas de bebidas como TalkingRain e Fruit2O lhes faz forte concorrência.As constantes preocupações sobre obesidade e doenças relacionadas estão conduzindo a tendência. Em setembro, Michelle Obama apoiou fortemente a água, unindo-se a Coca-Cola, Pepsi e Nestlé Waters, entre outras, para tentar convencer os americanos a beber mais desse líquido. A água engarrafada também ficou mais barata, aumentando sua atração. Embalagens com 24 garrafas de meio litro de algumas marcas podem ser compradas por US$ 2, ou cerca de US$ 0,08 a garrafa (cerca R$ 0,16).


Fonte: Alimentação Fora do Lar

Nenhum comentário:

Postar um comentário