terça-feira, 27 de agosto de 2013

Estado vai mapear hábitos alimentares de 13 mil estudantes



Escolas estaduais paulistas vão medir e pesar alunos dos ensinos fundamental e médio a partir da segunda metade de setembro.

O objetivo é traçar um perfil dos hábitos alimentares de 13 mil alunos e acompanhar casos de obesidade, sedentarismo e doenças como hipertensão e diabetes.

O levantamento será feito por amostragem e vai incluir 128 escolas que atendem alunos de 6 a 18 anos.

Quatro profissionais de cada instituição, entre eles o professor de educação física e o diretor, já foram capacitados e orientados pela Sociedade Brasileira de Cardiologia para começar com as pesagens e medições, segundo Ana Leonor Sala Alonso, coordenadora de Infraestrutura e Serviços Escolares da Secretaria da Educação.

Junto à medição, à pesagem e ao questionário que deverá ser preenchido pela família do aluno, a Secretaria da Educação vai fazer alterações na merenda dessas unidades. Segundo a pasta, as primeiras mudanças já têm ocorrido desde janeiro.

"Já reduzimos o uso do sal. Vamos fazer outras mudanças com base nos dados do levantamento", diz Ana Leonor.

Seis meses depois da primeira etapa serão feitas novas medições para avaliar se houve perda de peso e melhora na saúde desses jovens.

"Também queremos atingir as famílias [dos alunos]. Isso deve ocorrer com as equipes de Saúde da Família e com as atividades da Escola da Família, que acontecem dentro das escolas inclusive aos fins de semana."

Ainda para atingir os familiares dos alunos, a secretaria deve desenvolver palestras e materiais impressos.

"Temos alguns materiais baseados em indicadores que apontam para o aumento nos casos de hipertensão e diabetes entre crianças e adolescentes. Queremos fazer outros materiais com foco no caso do aluno, com uma linguagem voltada a toda família", afirma Ana Leonor.

A participação dos jovens não é obrigatória. Os pais terão que preencher um termo de consentimento.
 




Fonte: Folha de S. Paulo

Nenhum comentário:

Postar um comentário