quinta-feira, 13 de junho de 2013

Hipertensão arterial

A hipertensão, usualmente chamada de pressão alta, pode prejudicar os vasos sanguineos, coração, rins e cérebro. Pode acomenter homens e mulheres, de todas as idades. A hipertensão é muito comum, acomete uma em cada quatro pessoas adultas, sendo responsável por 40% dos infartos, 80% dos derrames e 25% dos casos de insuficiência renal terminal. As graves conseqüências da pressão alta podem ser evitadas, desde que os hipertensos conheçam sua condição e mantenham-se em tratamento com adequado controle da pressão. Pesquisa recente foi desenvolvida com o objetivo de identificar quais são os indivíduos presentes na rede social de hipertensos que atuam como suporte/ajuda durante a doença e no tratamento da hipertensão. De acordo com os resultados, a rede familiar como a mais representativa no apoio ao hipertenso, principalmente com relação à alimentação e uso de medicamentos; e o médico, como o profissional mais citado, tendo sua ação restrita à prescrição. Outra pesquisa foi desenvolvida com o objetivo de associar a hipertensão arterial com fatores dietéticos de adultos clinicamente selecionados para programa de mudança de estilo de vida. De acordo com os resultados, houve correlação positiva da pressão arterial diastólica com o consumo de colesterol e açúcar; e negativa com a ingestão de fibras, porções de óleo e qualidade da dieta, sendo ainda constatado neste estudo que a maior variedade da dieta ofereceu efeito protetor para alteração da pressão arterial sistólica. Os dados dos estudos evidenciam que a hipertensão arterial acomete grande número de pessoas e deve ser tratada desde o seu diagnóstico, através dos cuidados alimentares e uso de medicamentos, além da melhora da qualidade de vidade forma geral, para contribuir para a saúde e longevidade dos hipertensos.


Fontes: Faquinello, Paula; Marcon, Sonia Silva; Waidmann, Maria Angélica Pagliarini. A rede social como estratégia de apoio à saúde do hipertenso. Rev Bras Enferm; 64(5): 849-856, set.-out. 2011. Oliveira, Erick Prado de; Camargo, Karina Fernandes de; Castanho, Gabriela Kaiser Fullin; et al. A variedade da dieta é fator protetor para a pressão arterial sistólica elevada. Arq Bras Cardiol; 98(4): 338-343, abr. 2012. Nutrição Clínica - 12/junho/2013

Nenhum comentário:

Postar um comentário