segunda-feira, 11 de março de 2013

Relatório aponta condições de portos e aeroportos brasileiros



 

Navios de cruzeiro e restaurantes apresentaram mais risco para a saúde da população entre 15 itens inspecionados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) nos portos, aeroportos e recintos alfandegados brasileiros em 2012. É o que aponta relatório divulgado pela Agência nesta sexta-feira (8/3).
O relatório é uma consolidação das inspeções sanitárias realizadas pela Anvisa, com a utilização do sistema Sagarana. “O sistema é utilizado para o planejamento, registro e monitoramento das fiscalizações realizadas pela Agência em portos, aeroportos e recintos alfandegados de todo país”, explica o diretor de Monitoramento e Controle da Anvisa, Agenor Álvares.
Além de navios de cruzeiro e restaurantes, a Agência avaliou as condições sanitárias de aeronaves, embarcações, embarcações regionais, abastecimento de água, abastecimento de alimentos, climatização e sistema de esgoto. Ônibus, limpeza e desinfecção, resíduos sólidos, retirada de resíduos, sistema de água e vetores também foram itens inspecionados.
“O risco é avaliado de acordo com a probabilidade, severidade e relevância de cada irregularidade verificada durante a inspeção”, esclarece o diretor da Anvisa.  As aeronaves, os sistemas de abastecimento de alimentos e de esgoto foram os itens que apresentaram as melhores condições sanitárias.
Os itens inspecionados são classificados de acordo com a pontuação de risco envolvida. Quanto menor a pontuação média de risco, melhores  são as condições sanitárias do item fiscalizado.
Dados
No ano de 2012, o Sagarana foi utilizado na execução de 11.118 inspeções sanitárias, em 71 postos da Agência, espalhados por todo o Brasil. “Cada controle avaliado durante a inspeção sanitária, quando não está satisfatório, resulta em risco registrado e quantificado dentro do sistema”, afirma Álvares.
As inspeções em aeronaves corresponderam a 44% das fiscalizações realizadas pela Anvisa por meio do Sagarana. Em seguida, estão as embarcações, com 27%, e os serviços de alimentação com 8%.


Risco identificado por inspeção

Item avaliado
Número de 
inspeções realizadas
Pontuação média de risco
Navios de cruzeiro 76 204,33
Serviços de alimentação 885 123,38
Retirada de resíduos 1 108
Embarcações regionais 2 91,5
Embarcação 2948 69,93
Climatização 213 69,73
Ônibus 127 40,98
Resíduos Sólidos 535 37,30
Limpeza e Desinfecção 258 30
Sistema de Água 340 26,96
Vetores 632 18,2
Abastecimento de água 108 11,15
Esgotamento 114 10,67
Abastecimento de alimentos 21 9,67
Aeronaves 4929 4,58
Total 11189 37,96

Fonte: Imprensa/Anvisa

Nenhum comentário:

Postar um comentário