terça-feira, 29 de janeiro de 2013

Horário das refeições é tão importante para perder peso quanto contagem de calorias




imagem transparente

A maioria dos programas de emagrecimento busca o equilíbrio entre a ingestão de calorias e o gasto energético, mas um novo estudo, publicado nesta terça-feira, na “International Journal of Obesity”, põe em foco um fator necessário para a perda de peso: o horário. Pesquisadores do Hospital Feminino de Brigham, em colaboração com as Universidades de Murcia e Tufts, descobriram que não só o que se come, mas quando se come pode ajudar na perda e manutenção do peso.

— Este é o primeiro estudo prospectivo em larga escala que demonstra que o horário das refeições pode prever uma perda de peso efetiva — afirma o neurocientista Frank Scheer, diretor do Programa Médico de Cronobiologia do hospital, professor adjunto da Escola de Medicina de Harvard e coordenador do estudo.

— Nossos resultados indicam que pessoas que se alimentam mais tarde apresentam um índice de perda de peso mais lento e perdem menos peso que os que se alimentam mais cedo, sugerindo que o horário das refeições pode ser um fator importante nos programas de perda de peso — explica.
Para validar o papel do horário da alimentação no emagrecimento, os pesquisadores examinaram 420 voluntários acima do peso que seguiram um programa durante 20 semanas na Espanha.

Os participantes foram divididos em dois grupos, de acordo com os horários que se alimentavam, selecionados a partir da hora do almoço, considerado a principal refeição do dia. Durante esta refeição, 40% das calorias do dia eram consumidas. O grupo que se alimentava mais cedo almoçava antes das 15h e os que se alimentavam mais tarde, depois das 15h. O grupo que almoçava mais tarde perdeu menos peso, de forma mais lenta, e ainda mostrou sensibilidade menor à insulina, um fator de risco para a diabetes.

Os pesquisadores consideraram que o horário das demais refeições menores não teve papel importante na perda de peso. Entretanto, os voluntários que almoçavam mais tarde também consumiram menos calorias ou deixavam de comer durante o café da manhã.
Outros fatores tradicionais foram levados em conta na pesquisa, como a ingestão e gasto calóricos, os hormônios leptina e grelina, ligados ao apetite, e a duração do sono. Entre estes fatores, os pesquisadores não encontraram diferenças entre os dois grupos, o que significa que o horário da refeição foi um fator importante e independente na perda de peso.




Fonte: Extra - Online

Nenhum comentário:

Postar um comentário