quinta-feira, 10 de janeiro de 2013

Estado nutricional de trabalhadores


 
O gasto energético insuficiente e o consumo alimentar inadequado têm gerado grande preocupação em relação ao estado nutricional em grande parte da população.

Este fato pode ser observado através de estudo recente, o qual foi desenvolvido com o objetivo de analisar o índice de massa corporal (IMC) de trabalhadores de uma empresa de construção civil, sendo uma atividade que despende de grande gasto energético para realizar as atividades. De acordo com os resultados, evidenciam-se 121 pessoas (33,1%) com sobrepeso e 24 pessoas (6,5%) com obesidade, segundo a classificação da Organização Mundial de Saúde (OMS).

Outra pesquisa foi desenvolvida com o objetivo de caracterizar o estado nutricional, histórico de doenças crônicas, o estilo de vida e perfil socioeconômico de comerciários frequentadores de um restaurante social na cidade de Fortaleza-CE, Brasil. De acordo com os resultados, houve alta prevalência de sobrepeso e obesidade, associado a uma elevada adiposidade abdominal; estilo de vida sedentário, com etilismo; e perfil socioeconômico predominantemente C1 e C2.

Os dados dos estudos evidenciam populações de risco para a obesidade, sendo necessária a intervenção nutricional para prevenir a obesidade e doenças relacionadas, estimulando ainda a prática de exercícios físicos além de uma alimentação saudável e balanceada.

Fontes:

Fernandes, Ângela Cristina Puzzi; Vaz, Aline Bueno. Perfil do índice de massa corporal de trabalhadores de uma empresa de construção civil. J. Health Sci. Inst; 30(2)abr.-jun. 2012.

Alves, José Wesley dos Santos; Soares, Nádia Tavares; Leão, Thelma Celene Saraiva; et al. Estado nutricional, estilo de vida, perfil socioeconômico e consumo alimentar de comerciários. Rev. bras. promoç. saúde (Impr.); 25(2 Supl)jun. 2012.

Nenhum comentário:

Postar um comentário