terça-feira, 8 de janeiro de 2013

Antioxidantes x Doenças Crônicas e Câncer


 
Os efeitos dos alimentos considerados antioxidantes em relação a prevenção de doenças crônicas, como  doenças cardiovasculares, e numerosos tipos de câncer, tem sido estudados há alguns anos. A função destes alimentos é combater os chamados radicais livres, que afetam negativamente o organismo e são produzidos naturalmente pela respiração e produção de energia, por exemplo.

Estudo recente foi desenvolvido com o objetivo de analisar o conteúdo de compostos antioxidantes (ácido ascórbico - AA, ácido desidroascórbico - ADA, vitamina C total, licopeno, β-caroteno, β-criptoxantina e estimativa de compostos fenólicos) e avaliar a atividade antioxidante, em goiaba, manga e mamão. De acordo com os resultados, os teores dos constituintes antioxidantes diferiram entre as três frutas, mas a goiaba foi a fruta que apresentou teores mais elevados de compostos fenólicos, vitamina C total, ADA e licopeno, além dos maiores valores para atividade antioxidante.

Outro estudo foi desenvolvido com o objetivo de verificar o consumo de antioxidantes em pacientes com câncer durante os diferentes ciclos de quimioterapia. De acordo com os resultados, entre as fontes alimentares consideradas ricas nos antioxidantes estudados, as mais consumidas foram cenoura, espinafre, mamão, laranja, óleo de soja, óleo de girassol, carne vermelha, queijo e carne de frango. Porém, ainda de acordo com os resultados, a população estudada atingiu o consumo diário recomendado para os antioxidantes analisados quando dividida nos ciclos do tratamento, mas houve porcentagem alta de consumo inadequado quando dividida nos quartis.

Os estudos evidenciam a importância e a necessidade de orientação adequada de alimentos considerados antioxidantes, sendo necessário o desenvolvimento de orientação e acompanhamento nutricional sempre que possível.

Fontes:

Oliveira, Daniela da Silva; Aquino, Priscila Peixoto; Ribeiro, Sônia Machado Rocha;et al. Vitamina C, carotenoides, fenólicos totais e atividade antioxidante de goiaba, manga e mamão procedentes da ceasa do estado de Minas Gerais. Acta sci., Health sci; 33(1): 89-98, jan.-jun. 2011.

Caroline Cavali Rohenkohl; Ana Paula Carniel; Elisângela Colpo. Consumo de antioxidantes durante tratamento quimioterápico. ABCD, arq. bras. cir. dig. vol.24 no.2 São Paulo Apr./June 2011.

Nenhum comentário:

Postar um comentário