terça-feira, 6 de novembro de 2012

Gestação X edulcorantes


 
Os edulcorantes são considerados como substância diferente dos açúcares que confere sabor doce ao alimento, podendo inclusive realçar o sabor. Sua utilização é elevada em todo o mundo, inclusive por mulheres em idade fértil.

Pesquisa recente foi desenvolvida a partir de uma revisão sobre a recomendação de edulcorantes nos casos de diabetes na gestação. A sacarina possui sua utilização restrita por alguns autores durante a gestação, devido à falta de informações conclusivas sobre possíveis efeitos no desenvolvimento fetal, além das poucas evidências sobre seu efeito transplacentário e transmamário. Além deste, a Americam Diet Association (ADA) não recomenda o uso do esteviosidio como edulcorante. Deste modo, os edulcorantes não-calóricos atualmente aprovados para uso pela população em geral, incluindo as gestantes são: aspartame, acesulfame-K, sacarina, sucralose e neotame. Segundo os dados estudados, deve haver orientação em relação quantidade a ser consumida, devendo as gestantes estarem sempre atentas em realção aos tipos de edulcorantes presentes nos adoçantes e produtos dietéticos disponíveis no mercado.

Outro estudo aborda o fato de existirem poucas informações sobre o uso da sacarina e ciclamato na gestação, e seus efeitos sobre o feto, devendo estes serem evitados durante a gestação. De acordo com a revisão realizada, em relação às evidências atualmente disponíveis, o aspartame, a sucralose, o acessulfame e a estévia podem ser utilizados com segurança durante a gestação.

Os dados dos estudos fornecem diferentes informações em relação ao uso de edulcorantes durante a gestação. Deste modo, a utilização destas substâncias durante a gestação deve ser orientada por nutricionistas e médicos, para que não prejudique o desenvolvimento do bebe, sendo ainda considerado em muitos casos que só as gestantes com diabetes devem fazer uso de tais substâncias.

Fontes:

Saunders, Cláudia; Padilha, Patricia de Carvalho; Lima, Helaine Thomaz de; et al. Revisão da literatura sobre recomendações de utilização de edulcorantes em gestantes portadoras de diabetes mellitus. Femina; 38(4)abr. 2010.

Maria Regina Torloni; Mary Uschiyama Nakamura; Alexandre Megale; et al. O uso de adoçantes na gravidez: uma análise dos produtos disponíveis no Brasil. Rev. Bras. Ginecol. Obstet. vol.29 no.5 Rio de Janeiro, May 2007.

Nenhum comentário:

Postar um comentário