sexta-feira, 17 de agosto de 2012

Cuidados alimentares na gestação



 
Durante a gestação, deve haver uma alimentação adequada em quatidade e qualidade, garantindo o crescimento e desenvolvimento adequado do bebê, assim como a saúde materna.

Pesquisa recente foi desenvolvida com o objetivo de analisar a influência do estado nutricional materno, ganho de peso e consumo energético sobre o crescimento fetal em gestações de alto risco. De acordo com os resultados, o estado nutricional materno no final da gravidez de alto risco está associado de forma independente ao crescimento fetal, sendo o índice de massa corporal materno no final da gestação um fator protetor para o neonato pequeno para a idade gestacional e a obesidade fator de risco para o neonato grande para a idade gestacional.

Outra pesquisa abordou a Diabete Melito Gestacional, sendo definida como qualquer grau de intolerância à glicose, de início ou primeiro reconhecimento na gravidez. De acordo com a pesquisa, uma das estratégias de tratamento é o adequado acompanhamento nutricional. Deve haver acompanhamento nutricional durante toda a gestação, com atenção para o fracionamento e composição das refeições, tendo como objetivo alcançar a normoglicemia e prevenir os riscos metabólicos e cardiovasculares em médio e longo prazos, para as mães e seus filhos.

Deste modo percebe-se a importância do acompanhemento nutricional, que deve ter início no pré-natal, para identificar possíveis alterações e patologias associadas, garantindo ainda a nutrição fetal e materna adequadas.

Fontes:

Roseli Mieko Yamamoto Nomura; Letícia Vieira Paiva; Verbênia Nunes Costa; et al. Influência do estado nutricional materno, ganho de peso e consumo energético sobre o crescimento fetal, em gestações de alto risco. Rev. Bras. Ginecol. Obstet. vol.34 no.3 Rio de Janeiro Mar. 2012.

Reis, Lilian Barros de Sousa Moreira; Silva, Adriana Pederneiras Rebelo da; Paranhos Calderon, Iracema de Mattos. Acompanhamento nutricional no diabete melito gestacional. Comun. ciênc. saúde; 22(supl. 1): 93-100, 2011.

Nenhum comentário:

Postar um comentário