quarta-feira, 15 de agosto de 2012

Consumo de Carne X Risco de Câncer Colorretal


 
Alguns fatores de risco podem estar associados ao desenvolvimento de doenças crônicas, dentre eles destacam-se a alimentação, estilo de vida, tabagismo, obesidade, dentre outros. Uma vez que os fatores de risco são identificados e controlados, a saúde e qualidade de vida podem ser beneficiadas.
Pesquisa recente foi desenvolvida para estimar a prevalência e identificar fatores associados ao acúmulo de comportamentos de risco para doenças cardiovasculares entre adultos. De acordo com os resultados, a inatividade física foi o fator de risco mais prevalente, seguido de consumo habitual de gordura aparente da carne.
Outro trabalho realizado através de revisão bibliográfica foi desenvolvido com o objetivo de buscar e sintetizar as evidências disponíveis sobre os fatores de risco alimentares para o câncer colorretal, relacionado ao consumo de carnes.
De acordo com os resultados, a ingestão de carne vermelha está relacionada com o aumento do risco para câncer colorretal em 28% a 35%, enquanto a carne processada está associada ao risco elevado de 20% a 49%. As evidências apontam a carne vermelha, a carne processada e o total de carne consumida como fatores de risco para o desenvolvimento de pólipos e câncer colorretal.
De acordo com os dados das pesquisas, fica evidente o risco do consumo excessivo de carne vermelha e sua gordura, sendo necessária a orientação de consumo adequado deste alimento, intercalando com outros tipos de carnes, como frango e peixe, além de outras fontes de proteicas e de ferro.

Fontes:
Ludmila Correa Muniz; Bruna Celestino Schneider; Inácio Crochemore Mohnsam da Silva; et al. Fatores de risco comportamentais acumulados para doenças cardiovasculares no sul do Brasil. Rev. Saúde Pública vol.46 no.3 São Paulo June 2012 Epub Mar 27, 2012.
Alexandra Paola Zandonai; Helena Megumi Sonobe; Namie Okino Sawada. Os fatores de riscos alimentares para câncer colorretal relacionado ao consumo de carnes. Rev. Esc. Enferm. USP vol.46 no.1 São Paulo Feb. 2012.

Nenhum comentário:

Postar um comentário